Notas soltas de História do Algarve

Algarve Antigo

Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM proveniente da Quinta de Marim

with one comment

Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM

Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM

Há muitos anos atrás aquando de uma visita á Quinta de Marim, recolhi um fragmento de imbrex (telha de meia cana) com a marca de oleiro IVNIORVM. A marca de oleiro está relativamente bem conservada, lendo-se com nitidez IVNIORVM dentro de uma cartela rectangular (1.2 x 4.5 cm) embora as letras iniciais IVN estejam um pouco degastadas. A cerca de 1.5 cm à esquerda desta marca, encontra-se o resto de outra marca (idêntica?) da qual se distingue apenas parte do M final. Possivélmente a marca inicial não ficou bem impressa na argila, pelo que a imbrex teria sido marcada de novo.

Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM (desenhado pela equipa do arqueólogo Dr. José Cardim Ribeiro)

Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM (desenhado pela equipa do arqueólogo Dr. José Cardim Ribeiro)

Esta família de oleiros romanos (os Iunii) terá produzido na área do Algarve durante o séc. III, crendo-se que a localização da sua oficina seja hipoteticamente em Castro Marim. São conhecidos exemplares de ânforas e tégulas com esta marca de oleiro.

Dado na altura (anos 80) não existir um museu em Olhão, optei por confiar este fragmento cerâmico á guarda do Museu Municipal de Faro (então denominado Museu Arqueológico e Lapidar Infante Dom Henrique e sendo directora do museu a Dra. Maria Helena Rodrigues dos Santos), para que fosse exposto neste museu. Aquando de uma recente visita a este museu, verifiquei contudo que este não está exposto, pelo que aqui fica este registo para divulgação desta peça arqueológica.

Written by rogerio

January 2nd, 2010 at 6:16 am

Posted in Marim

Tagged with ,

Uma Resposta to 'Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM proveniente da Quinta de Marim'

Subscreva aos comentários com RSS or TrackBack to 'Imbrex com marca de oleiro IVNIORVM proveniente da Quinta de Marim'.

  1. Estimado Rogério
    Esta informação sobre um fragmento de imbrex da firma Ivniorum em Marim é muito importante para o meu estudo sobre Marim Romano.
    Penso que se trata do primeiro imbrex dos Iunii que é documentado (só se conheciam tégulas e ânforas) e, tanto quanto sei, trata-se de uma informação inédita pois o Museu de Faro nunca publicou os seus materiais.
    Seria muito importante que me pudesse dizer onde encontrou o fragmento (em algum dos núcleos arqueológicos conhecidos ou noutra posição).
    Gostaria muito de entrar em contacto consigo para falar mais pormenorizadamente sobre o assunto.

    Parabéns pelo seu novo site e cumprimentos

Deixe uma Resposta